13
nov
09

Tensão em “À Procura de Elly”, filme iraniano de Asghar Farhadi

Esqueça a imagem que você tem dos filmes iranianos. À Procura de Elly não é um filme contemplativo, poético. É um filme forte. Uma família sai em um fim de semana para passear com um parente vindo da Alemanha. Uma das mulheres da família, Sepideh, convida Elly, professora da filha, para conhecer Ahmad, o jovem homem já divorciado vindo do exterior. Tudo corre bem, até que algo inesperado acontece e toda a família começa a desmoronar. Ofensas, culpas, agressões, moral, honra… Tudo é discutido e jogado na cara de uns e outros naquela família que, aparentemente, é feliz.

ellyO filme é um drama com toques de suspense. Enquanto as questões familiares são postas, o espectador fica esperando para saber o que realmente aconteceu. O filme consegue manter a tensão até o último minuto. É mais que justo o prêmio que Asghar Farhadi levou do Festival de Berlim nesse ano – o Urso de Prata de melhor direção.

Sai a poesia e entra a rudeza das relações. O filme parece ser mais livre e direto para tocar nas questões que o cinema iraniano até então falava por metáforas. Não desmerecendo a produção iraniana consagrada até então, mas À Procura de Elly violenta até mesmo nossos conceitos.

____________________________________________________________________________________________

“À Procura de Elly”, de Asghar Farhadi, 119 minutos

O filme esteve em cartaz pelo XI FIC Brasília.

Anúncios

0 Responses to “Tensão em “À Procura de Elly”, filme iraniano de Asghar Farhadi”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Rafaela Camelo

Brasiliense, audiovisualista, interessada em ver, comentar e trocar experiências sobre cinema.

Categorias

no twitter:

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: